Atitudes Éticas dos Profissionais de Saúde, nas Relações com os Pacientes e suas Famílias, nas Relações Interprofissionais e Interpares e na Gestão / Organização do Sistema de Saúde

Autores

  • José Augusto Simões

DOI:

https://doi.org/10.35323/revadso.1120138

Resumo

Objetivo: Como existem poucos estudos sobre as deter- minantes e as bases que influenciam as decisões éticas dos profissionais de saúde, os objetivos deste estudo fo- ram identificar e comparar o conjunto de atitudes éticas destes profissionais bem como as justificações para a sua tomada de decisão.

Métodos: Estudo transversal, quantitativo, que envolveu médicos e enfermeiros dos centros de saúde da região centro de Portugal. Os participantes foram convidados a listar os problemas éticos de três casos hipotéticos e consecutivamente recomendar soluções para essas situações, justificando as suas sugestões. Foram utili- zados os softwares Microsoft Word e Excell.

Resultados: Foram inquiridos 107 profissionais de saúde, 56 médicos e 51 enfermeiros, 72,9% do sexo feminino. As atitudes éticas dos profissionais de saúde não pare- cem ser influenciadas pela carreira ou género, e utilizam na tomada de decisão atitudes justificadas pela ética principialista e pela ética profissional.

Conclusões: Os problemas éticos nos cuidados de saúde primários são preocupações diárias similares às situa- ções críticas, dilemáticas, vividas nos cuidados hospitala- res. Contudo, a subtileza envolvida pode fazê-los passar despercebidos, com possíveis consequências desastro- sas para os pacientes, famílias e comunidades locais. Médicos e enfermeiros, em geral, estão preocupados 

com a preservação dos direitos individuais dos pacien- tes, mas procuram também procuram proteger as suas relações de ligação, pelo que fazem uma mistura das abordagens princiapialista e do cuidado. Os cuidados de saúde primários, quando comparados com os hospitala- res, lidam com factos e valores distintos, muitas vezes, de maior amplitude e complexidade, embora de menor dramaticidade, o que justifica uma maior investigação para ajudar a analisar cuidadosamente esta interface da bioética com esse nível de cuidados. 

Downloads

Publicado

2015-02-28

Edição

Secção

Investigação